terça-feira, 1 de março de 2011

COMO ORAR POR MISSÕES

“E percorria Jesus todas as cidades e povoados,

ensinando nas sinagogas, pregando o

evangelho do reino e curando toda sorte de

doenças e enfermidades.” Mt. 9.35

Jesus não somente nos mandou pregar e ensinar todas as coisas que Ele nos ordenou (Mt 8:18-20), Ele mesmo o fez, dando-nos o exemplo. Esse é o caráter de um verdadeiro líder: envolver-se com o projeto que lidera. Jesus ensinava e pregava porque para isso fora enviado pelo Pai, esse era seu propósito, sua vocação. Agora é a nossa vez, já que ele nos enviou como foi enviado (Jo 20:21,22).

Também é interessante notar a coerência do Evangelho que Jesus estava ensinando e pregando. As boas notícias que Jesus anunciava não eram de cura, nem de riqueza. O Evangelho de Jesus era o Evangelho do Reino, a boa notícia era que as pessoas não precisavam mais ser dominadas pela carne, pelo mundo ou pelo Diabo. Deus iria agora governá-las, com muito melhor resultado. Infelizmente, hoje, muitos se opõem a isso e pregam boas notícias que nada têm a ver com o governo de Deus sobre as pessoas e, portanto, não são o verdadeiro Evangelho. Jesus também curava as pessoas. Enganam-se aqueles que, contaminados pelo humanismo, acham que Jesus colocava o mundo presente e o futuro, a vida no corpo e no Espírito no mesmo nível, em pé de igualdade. O futuro é mais importante do que o presente e o espiritual muito mais importante do que o material.

Mas também se engana quem pensa que Jesus só olha para o que é futuro e espiritual. Não! Depois de multiplicar as palavras de vida eterna, Jesus também multiplica o pão (Lc 9:10-17).

O fato é que a profunda oração por missões, que o Senhor nos ensina a fazer, acontece enquanto ‘Quem evangeliza tem uma outra visão, um entendimento mais profundo dos planos de Deus ,Ele mesmo evangeliza. Diante disso, precisamos reconhecer que um conceito muito repetido em missões está totalmente errado: “Quem não pode ir, ora”. Não! Todos devemos ir, todos podemos ir. A melhor oração por missões vem daqueles que evangelizam: senão na China, na rua China, então, aos próprios vizinhos, colegas, ao redor de sua casa. O mundo começa ali.

Quem evangeliza tem uma outra visão, um entendimento mais profundo dos planos de Deus, um envolvimento real em tudo o que o Senhor quer fazer. Por isso, apelo a você para que se envolva com a evangelização. Precisamos muito de suas orações por missões, mas não podemos dispensar um crente da evangelização para que fique somente orando. Reconheça que o chamado é para você também. É preciso orar por missões, mas também é preciso evangelizar. Ensine e pregue sobre o Reino, você, também. Faça como Jesus fez e sua oração será mais sábia, mais intensa e mais valiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário