quarta-feira, 10 de novembro de 2010

5ª CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA - CAMPO DE CAMARAGIBE/SÃO LOURENÇO DA MATA - PR. PRESIDENTE DO CAMPO: FRANCISCO SILVA


PR. FRANCISCO SILVA PRESIDENTE DO CAMPO DE CAMARAGIBE/SÃO LOURENÇO DA MATA, NA APRESENTAÇÃO DO MISSIONÁRIO PAULO ANDRÉ PARA A IGREJA LOCAL, AVISANDO QUE ELE VAI SER ENVIADO ATRAVES DO CAMPO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES PR. FRANCISCO TERCIO. (COMADALPE).







MOMENTO DA MINISTRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS.







BANDEIRAS QUE O CAMPO DE CAMARAGIBE TEM MISSIONÁRIOS: BOLIVIA E PARAGUAI.

CIRCULO DE ORAÇÃO MISSIONÁRIO - UR - 02 IBURA

DA ESQUERDA PARA DIREITA -PR. JOSÉ PONTES RESPONSAVEL PELA AREA DO IBURA - RECIFE, JUNTAMENTE COM SUA ESPOSA, IR. CINTIA DIR. DO CIR. DE ORAÇÃO, PB ALMIR ALNSEMO E A FAMILIA MISSIONARIA COM A BANDEIRA DA VENEZUELA, NA OCASIÃO A CONGREGAÇÃO DA UR-02 FICARÁ RESPOSAVEL PARA ORAR PELA VENEZUELA.



MISSIONARIA VANIA SANTOS E CINTHIA DIR. DO CIR. DE ORAÇÃO DA UR - 02 IBURA

EV. PAULO ANDRÉ MINISTROU NO CIR. DE ORAÇÃO MISSIONARIO




sexta-feira, 5 de novembro de 2010

OBRA DE DEUS NA VENEZUELA - NÃO É FACIL

ESTAREI MOSTRANDO UM RELATÓRIO DE UM MISSIONÁRIO QUE VIVE A 12 ANOS NA VENEZUELA, SAIBA A OBRA DE DEUS NA VENEZUELA CARECEM DE ORAÇÃO E POR ISSO VAI ME FORTALECENDO.

VEJA O RELATO....


Gildo e Valdeci, Nossos Missionários em Venezuela, Completam 12 Anos de Missão.

"Shalom Adonai amada Igreja do Senhor Jesus que está em Salvador Bahia.
Amados, completamos 12 anos que entramos nesta terra, cheios de esperanças e expectativas.
São anos de grandes batalhas, tanto físicas como espirituais. Não foi fácil nem um só dia de nossa vida nesta nação. Temos enfrentado gigantes extraordinários, e certas vezes pensávamos que não suportaríamos mais. Tomei as palavras sábias de Paulo:
“Portanto tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus como glória eterna. Palavra fiel é esta: que, se morrermos com Ele também com Ele viveremos; se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também Ele nos negará; se formos infiéis, Ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.” 2 Tm 2.10-13
Então, nossa confiança e esperança nunca desvaneceram, sabendo que a VITÓRIA vem de Deus e que Ele sempre responde àquele que nEle espera.
Enfrentamos todo tipo de desafios, desde o próprio idioma, a cultura, e os costumes deste povo, bruxos, feiticeiros e satanistas, e até pastores enfurecidos por nossa presença aqui como missionários. Enfrentamos enfermidades, dores, saudades, e o mais doloroso, a distância de nossos filhos (no ano 2000 meus filhos tiveram que ir estudar em Boa Vista Roraima, por não termos dinheiro para os vistos para estudarem na Venezuela) são quase 900 km, e gastamos um dia inteiro e parte da noite para ir visitá-los a cada três meses. Porém, hoje glorifico ao meu Deus por sua infinita misericórdia e pelos planos que traçou para nossos filhos. Todos eles estão na Universidade Federal de Roraima, e estudaram em escola publica sem nunca ir a um pré-vestibular. O Ricardo está fazendo pós-graduação em química, o Gildo Junior se formou na área de Gerencia de Conteúdo para Web (não sei muito disso), a Hosana se formou em Tecnologia em Análise de Sistemas em uma Faculdade Privada através de bolsa integral do PROUNI que ganhou através da nota do ENEM, ao mesmo tempo fez química pela UFRR, se formou e já fez pós-graduação, agora foi uma das primeiras a concluir pela UFRR uma Especialização em EaD (Educação a Distância), a Rebeca, está estudando Técnico em Enfermagem e passou agora para Pedagogia. SÓ MESMO DEUS PRA FAZER ISSO! GLORIA A SEU MARAVILHOSO NOME!
Amados, nestes anos conquistamos grandes resultados e também passamos por algumas dificuldades na obra missionária. Relatos conhecidos por vocês já que sempre passei relatórios a cada seis meses. Porém, hoje quero destacar alguns:
01 – Primeiro foi nosso chamado e, a obediência em cumpri-lo, por isso estamos aqui.
02 – Segundo, servir ao Senhor em uma Igreja que creu no meu chamado, e me ajuda a cumprir o mesmo. Agradecemos a Deus por vocês, Igreja do Senhor.
03 – Aqui, fundamos uma obra no ano de 1998, na cidade de San José de Rio Chico, mas por obediência ao Senhor passamos a direção da mesma para a Igreja “Asamblea de Dios” em Caracas.
04 – Em 1999, no dia 23 de janeiro chegamos a esta cidade que vivemos até hoje. No dia seguinte um pastor da “Asamblea de Dios de Venezuela”, veio a minha casa para pedir que me retirasse de sua cidade, pois não queria missionários brasileiros aqui. Assim iniciamos nosso trabalho aqui.
05 – No dia 30 de Janeiro fizemos nosso primeiro culto, e o Missionário Raimundo Marquez veio com um ônibus cheio de irmãos lá de Puerto Ordaz para nos ajudar na abertura do nosso serviço aqui. Falei um pouco, e as pessoas ficavam olhando, creio que pensando que quer dizer este homem, pois eles não entendem nem uma palavra em português. O Missionário Marquez pregou, disse a todos os vizinhos que estávamos aqui para iniciamos uma grande obra de salvação e milagres. Foram meses difíceis, sem frutos... Evangelizávamos (na realidade distribuíamos folhetos, já que não sabíamos ainda o idioma). Meus filhos logo estavam falando, fazendo amizade com os jovens e aprendendo o espanhol com muita facilidade. Apesar da dificuldade com o idioma, tínhamos um objetivo, PREGAR A PALAVRA DO SENHOR, e nada nem ninguém ia nos impedir de alcançá-lo.
6 – Fazíamos culto todos os dias, com nossos filhos, uma espécie de altar familiar. Num domingo quando já estávamos terminando a escola dominical, chegou um irmão (Eudo), que queria falar conosco, disse que estava chegando àquela cidade e estava buscando uma igreja para congregar, a noite veio com sua esposa (Irmã Carmen)... na segunda feira veio ele, a esposa e os dois filhos (Josmer e Nahomí).
07 – Assim, foi o inicio desta obra. Em uma outra oportunidade falarei de nossas lutas espirituais, contra os feiticeiros e bruxos deste lugar.
08 – Em 1999, a obra cresceu e já não era possível fazer os cultos na nossa sala, alugamos um terreno ao lado e construímos um galpão. Ai ficamos até 2005.
09 – No ano de 2000, compramos nosso terreno na rua principal, construímos os muros e em resposta às nossas orações, um irmão de Goiás que estava de passagem pela Venezuela nos deu uma oferta com as qual compramos as grades e portões.
10 – Em 2001, o pastor Israel colocou a pedra fundamental da construção do nosso templo.
11 – Em 2006, quando retornei de Salvador, começamos a construção do nosso templo.
Início dos trabalhos
12 – Agora estamos perto de concluir a construção do nosso segundo templo em Hipódromo (que é urgente a sua conclusão, veja porque no TÓPICO 4 de Motivos de Oração), mesmo com muitas lutas, pois a Venezuela passa por uma grande crise financeira e muitos de nossos irmãos estão desempregados.
13 – Hoje temos vários pontos de pregação, com esperança que todos sejam transformados em congregações. Pois nosso objetivo aqui é ter 30 congregações com seus templos.

Motivos de Oração
1 – Nossa saúde, pois sem saúde não podemos trabalhar com o mesmo vigor e alegria (por mim que farei uma cirurgia em poucos dias);
2 – Pela igreja do Senhor que está na Venezuela para que permaneçam firmes;
3 – Pela saúde e emprego dos irmãos da igreja que tem sido alvo de constantes ataques;
4 – Pela construção do Templo em Hipódromo, nosso segundo templo... Convocamos a igreja e cada irmão dentro do possível deu 05 blocos, outros 10 e alguns até 50, com isso concluímos as paredes. Já colocar as vigas, para colocar a cobertura. Estamos vendendo comida, e com o dinheiro compramos blocos e areia, cimento e pedras. Agora faltam só os tubos e as laminas de zinco. Porém cada tubo estrutural me custa 1500 bolivares (dinheiro da aqui) são 10 tubos, mas 32 tubos 2x1 que custa 180 bolivares para colocar por cima dos tubos estruturais, e 11 lios de zinco, cada lio tem 10 laminas de zinco, cada lio custa 800 bolivares, um total de 110 laminas, e necessitamos disso urgente para não perdermos tudo.

Pr. Israel e Ev. Derivaldo, então Diretor do Demisa.

Bom amados, este é nosso relatório e nele constam algumas fotos que gostaríamos que fossem mostradas para a igreja de Salvador – BA, através dos coordenadores e secretários de Missões aos quais tenho grande apreço. Agradecemos a Deus pelas vidas deles, pois se não fosse por eles nós não estaríamos aqui. As fotos mostram a grande VITÓRIA da nossa igreja na Venezuela, e por isso quero compartilhar com vocês, juntamente com eles e com toda a amada Igreja do Senhor Jesus que está em Salvador.
Um grande abraço, em Cristo, dos missionários Gildo e Val, representantes desta amada Igreja aqui em Venezuela."

COMIDAS VENEZUELANAS - LA CACHAPA!!!

La Cachapa!


As cachapas na chapa !

    As "cachapas" são uma espécie de panquecas ou bolos de milho, muito comum na venezoela.
    É servida com queijo fresco picado, com presunto ou alguns doces também como o de leite.

Uma cachapera em ação!

    Ingredientes:

    Entre 6 y 8 espigas de milho verde
    3/4 xícaras de açúcar
    3 colheres de chá de sal
    1 xícara de leite

    Experimentem !

    Deus vos abençoe.

COMIDAS VENEZUELANAS - LA AREPA!

Falar sobre a Arepa é falar da Venezuela ... Uma parte da nossa cultura e da mesa todos os dias, caracterizada pela expressão culinária indígena, a Arepa é o pão de cada dia do Venezuelano.

A Arepa é uma paixão nacional, em qualquer cidade da Venezuela pode ser encontrada. A sua preparação vem desde seus antepassados indígenas que plantavam e cozinham o milho. A Arepa é a leal companheira dos venezuelanos e pode encontrada nas mesas mais nobres, assim como nas mais humildes, em qualquer esquina da cidade, ou no menor dos povos, nos restaurantes e casas.

Dentro do costume pode-se comer recheada com queijo e manteiga, ou carne assada desfiada, com presunto ou queijo, e quase tudo que possa aparecer. Na mesma massa em que se preparam as arepas pode ser encontrar também outros pratos que são típicos da Venezuela, como a massa de bollito: bollito cozidos em água muito quente, que normalmente é comido o café da manhã com manteiga e queijo.

* Mechido de ovos com cebola e tomate, aromatizada com diversas especiarias ou de plantas aromáticas, como parte do país.

Arepas Assadas

Para conseguir arepas douradas e fofinhas, poucos são os ingredientes utilizados, e o amassar e cozinhar, é o que exige um pouco de atenção, (atualmente se encontra a farinha de milho pré-cozida em todos os supermercados, uma vez que é parte de a dieta básica da Venezuela, e é utilizada na preparação de arepas do dia a dia).


Ingredientes:

(Para 4 ou 6 arepas)

  • 2 xícaras de farinha milho branco pré-cozido
  • 1 colher de chá de sal
  • Água
  • Óleo

Preparação

Despeje um copo e meio de água em uma tigela, adicione sal e um pouquinho de óleo, acrescentar farinha gradualmente dilu

ída em água, impedindo que forme caroços, amasse com suas mãos gradualmente acrescentando farinha e água para obter uma massa mole que não está aderindo a suas mãos. Forme bolas médias e amasse para que fiquem abertas. Aqueça uma chapa e unte com

um pouco de óleo, e asse as arepas de ambos os lados (até que se soltem sozinha da chapa) e, em seguida, leve ao forno

anteriormente aquecido a 350 º e deixe assar até que ao bater levemente quando removida se ouça um som "oco" tornando-se fofinhas e douradas. Servir recheadas com queijo, manteiga, caldeiradas, carne, feijão, ovos mexidos, etc. Em um café da manhã ou jantar será um maravilhoso encontro com os costumes da culinária venezuelana.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Entrevista com o missionário José Satírio dos Santos

Entrevista com o missionário José Satírio dos Santos

Um dos preletores da Conferência Pentecostal fala do trabalho que realiza há 36 anos

Entrevista com o missionário José Satírio dos Santos

Em 1974 o pastor José Satírio dos Santos deixou o Brasil sem nenhuma garantia de apoio financeiro e viajou por durante 42 dias com toda a família desde São Paulo até o norte, onde em uma ação ousada desbravou as selvas amazônicas até chegar à Colômbia, o país para o qual fora claramente chamado por Deus. Humanamente falando, trata-se de uma história que tinha tudo para resultar em um retumbante fracasso.

Ele instalou-se em Cúcuta, como o Senhor havia lhe mostrado e lançou-se à obra naquela região. A semente que foi plantada germinou e hoje os frutos falam por si. Pastor José Satírio lidera um dos maiores empreendimentos missionários da América Latina, o Centro Cristiano.

Outras cidades colombianas foram alcançadas pelo trabalho do ousado missionário. São aproximadamente 45 mil membros espalhados entre a sede, congregações e igrejas filiadas; o projeto também abrange o serviço social através de escolas de Primeiro e Segundo graus, como também emissoras de rádio e uma atuação intensa do pastor José Satírio como conferencista que se propaga por toda a América Latina.

CPAD News – Como foi a sua chamada ao ministério e ao campo missionário?
A minha chamada ao ministério deu-se durante a minha adolescência, e nesse período eu estava com 13 anos de idade. Por essa época eu senti uma profunda chamada para adorar e acompanhar a minha família aos cultos. Desci às águas batismais com o compromisso para servir ao Senhor. A partir de então passei a colaborar nos serviços de evangelização a fim de ganhar almas para o Senhor Jesus. Quanto à chamada para a Colômbia, a mesma se deu no ano de 1974.

CPAD News – Quais foram as principais dificuldades no início de suas atividades na Colômbia?
As dificuldades começam quando um estrangeiro não domina o idioma nativo e desconhece a cultura local; dessa forma torna-se necessário transpor esses dois obstáculos mediante um tempo e uma vontade de aprender o idioma e se familiarizar com a cultura, ou seja, é o processo tão necessário no campo missionário e que se chama transculturação. No meu caso, esse processo durou 10 anos.

CPAD News – A igreja do irmão tem se destacado por ser extremamente ativa em várias áreas. Quais são hoje, as áreas de atuação da igreja e quais as principais?
O Centro Cristiano em Cúcuta se preocupa com o desenvolvimento integral do crente, da família, e nós desenvolvemos a evangelização como parte da educação; criamos um centro chamado Ebenézer, que atende nessa área da educação desde a infância até o nível técnico. Outro setor que tem se desenvolvido é o de Comunicações. Nós temos uma emissora de rádio e um canal de televisão de caráter popular. Outra emissora também está sendo instalada na cidade de Chinácota, na Colômbia. A cidade de San Cristóban, também na Venezuela, funciona uma emissora de rádio e um projeto missionário com o mesmo perfil adotado em Cúcuta, ou seja, um projeto que abrange a educação, pessoas necessitadas entre elas 700 crianças antes de irem para as suas aulas; outros povoados venezuelanos também são alcançados pelo nosso projeto.

CPAD News – Quantos templos, membros e congregados aproximadamente tem a igreja fundada pelo irmão?
Falando da área metropolitana e de fronteira na Colômbia, os números giram em torno de 37 templos, quanto aos membros estamos alcançando a cifra de 45 mil.

CPAD News – O senhor acredita na possibilidade de a Colômbia e a América Latina como um todo poderem experimentar futuramente um avivamento espiritual?
Nós sentimos que na Colômbia estamos vivendo o avivamento espiritual, mas ele vai mudando as suas características. Em alguns países da América Latina, também as características são visíveis. Quando observo uma igreja em um país que ama e alcança os perdidos, transformando-o em um multiplicador, esse amor permanece não por alguns meses, mas por anos, então eu posso dizer que este é o avivamento. Essa característica é própria da Colômbia, quase em um plano geral nesse país, e eu digo que isto ocorre em alguns países da América Latina.

CPAD News – Que conselhos o senhor daria àqueles que sentem-se chamados para atuar na obra missionária?
Em primeiro lugar que o missionário esteja consciente do grande compromisso que deve assumir quanto ao trabalho que deve ser realizado; atualmente percebemos que os candidatos são todos ótimos mas o campo exige pessoas que permaneçam lá. Dessa forma eu aconselho a todas aos interessados que nenhum projeto missionário pode ser bem sucedido se não houver um espaço de tempo compreendido entre cinco ou 10 anos.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010